Posted on

Cuidados com os olhos no inverno

A temporada de maior frio do ano, caracteriza-se por um clima muito seco. Além disso, há uma baixa umidade em relação ao ar que respiramos, sendo que dessa forma, as pessoas estão mais propensas a patologias dos olhos no inverno.

Clínica de Oftalmologia na Barra – Rio de Janeiro

A razão disso é que, nessas temporadas, há a concentração de poluição no ar, e portanto, os olhos acabam ficando menos lubrificados de forma natural, justamente pela camada aquosa de evaporação de lágrima. O cuidado com os olhos nessa época é uma atitude imprescindível

Muitos problemas e condições oculares são intensificadas na época de inverno. Exemplos são:

Alergias dos olhos

Estas são reações de alergia que prejudicam os olhos e as estruturas que se aproximam desses órgãos. Em grande parte das situações, estas alergias são provocadas pela fumaça, poeira, ácaros.

Dentre os principais sinais, encontram-se os olhos vermelhos, o lacrimejamento, a coceira, a fotofobia, ardências e irritações. Ainda que qualquer indivíduo possa ter o desenvolvimento de alergias nos olhos, o quantitativo maior de ocorrências é em pessoas que têm rinite, alergias de pele ou asma.

Tratar a alergia dos olhos é bem simples. Você só precisa estar afastado daquilo que gerou a alergia. Posteriormente, é fundamental a procura de especialistas para o combate dessa condição.

Conjuntivite

É a doença mais comum na época do inverno, ao passo que as pessoas ficam muito tempo em locais fechados. É uma inflamação conjuntiva – que se destaca no branco da visão – e que se manifesta como viral, bactérica e alergia. É provocada por estar exposta a alérgenos.

Geralmente, a conjuntivite prejudica ambos os olhos. A duração da condição varia e não promove sequelas. Os sinais são a coceira intensa, vermelhidão, pálpebras inchadas e lacrimejamento.

Olho Seco

Devido à exposição a condições específicas em relação ao meio ambiente como a poeira, o ar seco, a poluição, a baixa umidade e ambientes fechados com ar-condicionado, a condição do Olho Seco é uma patologia dos olhos, que é crônica, que se destaca pela redução de lágrimas ou pelo critério deficiente de seus elementos – pouca lágrima. Há uma estimativa que, no nosso país, uma média de 18 milhões de cidadãos sejam prejudicados pela patologia.

Há muitos sinais a partir dessa condição, dentre eles a irritação, o ardor, a sensação de areia nos olhos. Os indivíduos portadores do olho seco também têm dificuldades em ficar em ambientes que disponibilizem o ar-condicionado ou, ainda, em permanecer assistindo a aparelhos eletrônicos.

O olho seco também provoca uma vista embaçada, coceiras e deixa o órgão sensível a luz. As medidas para tratar a patologia, fazem a inclusão da utilização de lubrificantes sob prescritos médicos, consumo de antioxidantes como a preservação das lágrimas e óleo de linhaça, através de higienização dos olhos.

Aqui estão algumas dicas a serem levadas em consideração para os cuidados com os olhos no inverno:

  • Ao passo que o inverno esteja próximo, lave e seque mantas ao sol, junto de blusas e cobertores que estejam guardados há tempos;
  • Não acumule poeira em locais climatizados ou em casa. Prefira dormir em ambientes umedecidos e arejados;
  • Faça a lavagem frequente das mãos e do rosto, anteriormente e depois de utilizar pomadas ou colírios;
  • Não utilize em conjunto as toalhas de rosto, maquiagens como rímel, esponjas e delineadores, ou quaisquer elementos estéticos;
  • Prefira não ter decoração que promova o acúmulo de poeiras como carpetes, bichos de pelúcia, cortinas específicas, acúmulo de livros e afins;
  • Não se exponha a agentes que irritam os olhos – fumaças, poeira, cloro de piscina e afins;
  • Faça a manutenção do filtro do ar-condicionado sempre;
  • Se contrair a conjuntivite, não faça uso de lentes de contato; evite coçar os olhos.